Segunda Guerra Mundial – História Resumo

Segunda Guerra Mundial.

Introdução.

conflito bélico entre nações que ocorreu entre 1939 e 1945, resultou na morte de aproximadamente 60 milhões de pessoas
eixo X aliados.

As primeiras ações de desrespeito ao Tratado de Versalhes foram relacionadas às limitações de poder bélico e aos investimentos militares estabelecidos nele. Os alemães ampliaram seus investimentos bélicos, criando também a Força Aérea alemã. O orgulho e a economia alemã aumentavam diante da afirmação da soberania e do estímulo industrial que esses investimentos significavam.

Mein keimpf.

Hitler já havia exposto suas intenções, que foram postas em prática na forma de leis antissemitas. As primeiras leis, limitaram o acesso de alunos judeus às escolas e às universidades alemãs e despediram dos cargos públicos judeus e outros servidores considerados não confiáveis politicamente para o exercício de funções no governo. Assim, iniciou-se um processo de segregação dos judeus, como a proibição do exercício de determinadas profissões, e a proibição do casamento entre pessoas de “sangue alemão” e judeus.
Princípio do espaço vital.

seria espaço necessário para a expansão territorial de um povo, no caso, o povo alemão. Não apenas a restauração das fronteiras de 1914, mas também a conquista da Europa Oriental, espaço onde as necessidades, relativas à dominação territorial e recursos minerais desse povo seriam supridas tanto na Alemanha quanto nos países anexados ou conquistados foi comum a criação de guetos, regiões nas principais cidades, geralmente cercadas, nas quais os judeus eram obrigados a morar e que foram transformadas em bolsões de miséria
a Alemanha efetivou a anexação da Áustria, que se tornou uma província alemã e foi o símbolo do primeiro passo de expansão nazista. Um plebiscito foi realizado em abril de 1938 com o intuito de legitimar esse ato. O resultado do plebiscito, que teve 99% de votos a favor, garantiu a vitória do projeto de anexação.. Ainda há dúvida sobre as razões dessa esmagadora vitória.

Em 1938, foi realizada a Conferência de Munique, visando responder à política expansionista de Hitler. Porém, mais uma vez os países europeus surpreenderam, e o resultado desse encontro ficou conhecido como política de apaziguamento: os Sudetos foram reconhecidos como áreas pertencentes à Alemanha e estabeleceu-se o limite dos avanços nazistas, determinando que qualquer nova anexação seria considerada um ato de guerra.

BLITZKRIEG.

refere-se ao conceito de guerra relâmpago, estilo de conflito idealizado pelos nazistas que pretendiam derrotar o Ocidente europeu em poucas semanas de batalhas
Entre 1939 e 1941 toda a Europa, praticamente, havia caído sob o nazismo. Hitler, porém, superestimou as forças nazistas ao deparar com resistências aos seus ataques. Dessa forma, mesmo com o enorme avanço territorial, os movimentos nazistas foram se tornando lentos, o que prejudicou sua Blitzkrieg
Na França, o território foi dividido em duas partes: instalou-se um governo colaboracionista, a República de Vichy, comandada pelo marechal Pétain, que apoiou militarmente as forças alemãs que atuaram na tomada do norte da África – pode-se dizer assim que uma parcela da França se uniu a Hitler; e na outra parte, o território foi ocupado pelos alemães. As forças militares francesas de resistência aos poucos foram encurraladas e anuladas. Espanha e Portugal mantinham-se em uma neutralidade de simpatia nazifacista.

Pacto Ribbentrop-Molotov.

esse acordo parecia um simples compromisso de paz entre a União Soviética e a Alemanha, o que já seria bastante decepcionante aos olhos dos capitalistas europeus. No entanto, nesse documento havia cláusulas secretas: a União Soviética reconhecia o direito de expansão alemã sobre a Polônia, especificamente sobre o corredor polonês perdido no final da Primeira Guerra Mundial. Em contrapartida, a Alemanha reconhecia o direito soviético de retomar os territórios perdidos na Primeira Guerra Mundial
O acordo territorial entre a União Soviética e a Alemanha pôde ser percebido quando os nazistas interromperam sua marcha expansionista ainda na Polônia, e a União Soviética tratou de aproveitar a ocasião para retomar o domínio sobre os países bálticos, perdido ao fim da Primeira Guerra Mundial, sem qualquer sinal de embate com os alemães. A expectativa de um embate entre nazistas e soviéticos parecia estar anulada naquele momento
A Itália de Mussolini, apesar de aliada da Alemanha desde o início, relutou em entrar efetivamente na guerra. O duce italiano tinha consciência das limitações de suas tropas, e seus maiores feitos foram a participação na invasão à Grécia e a ocupação de antigas colônias francesas e inglesas no norte da África.

Pouco se fala sobre a parte da guerra que envolveu cerca de 1 milhão de soldados africanos que resistiram e lutaram contra o nazismo, muitos deles forçados a isso
Apenas a Inglaterra, uma grande ilha, muito bem protegida militarmente, resistiu às forças do Eixo. A Força Aérea Real (RAF) inglesa teve papel decisivo na defesa do território britânico, graças à eficiência de seus pilotos. Os esforços nazistas concentraram-se em intensos ataques aéreos, que, no entanto, foram rechaçados pelos ingleses e seus aviões
Ainda em meados de 1941, Hitler decidiu antecipar seus planos e atacar a União Soviética na Operação Barbarossa. Contrariando as próprias expectativas do início do conflito, àquela altura, lutar em duas frentes parecia menos perigoso. Além disso, a ideia de um acesso às indústrias e ao território soviéticos chamava a atenção, pois a Alemanha precisava assegurar a reposição de armas, matéria-prima e alimento para sustentar a guerra.

no Oriente, o Japão aproveitou-se das atenções voltadas para a Alemanha (e a Itália) e avançou em seus planos expansionistas. A guerra parecia ter se tornado mais ampla do que a anterior
Com esse conjunto de tropeços estratégicos que ocorreram em pouco tempo, o quadro de dominação nazista começou a ser revertido. Tudo era questão de tempo e oportunidade para a derrocada do exército nazifascista
tÁTICA DAS TERRAS ARRASADAS.

Consiste basicamente na retirada civil e militar do território em conflito, destruindo tudo o que existe para que a tropa inimiga que adentra o território encontre um ambiente hostil
a batalha de El Alamein, que ocorreu no Egito, em 1942. As tropas inglesa, estadunidense e africana também impuseram o recuo aos nazistas. Logo, o norte da África seria retomado e, com ele, o mar Mediterrâneo e a península Itálica. Assim, o cerco foi se fechando sobre Hitler e seus aliados
BATALHA DE STALINGRADO.

a chegada do exército alemão a Stalingrado foi acompanhada de novas ordens do alto-comando soviético, e o recuo, até então utilizado como tática, passou a ser considerado um crime entre os soldados soviéticos. A cidade de Stalin não deveria cair, e assim foi feito seu desejo. Stalingrado tornou-se uma cidade sitiada, e cada esquina representava um ponto de disputa estratégico e indispensável. Os soldados alemães tentavam tomar a cidade, mas as tropas soviéticas, e também o povo, lutavam pela manutenção de sua posição. Por fim, a crescente dificuldade de abastecimento dos exércitos do Eixoe a resposta militar soviética provocaram algo inédito até aquele momento na guerra: finalmente os alemães começaram a recuar.

Restava ainda uma frente em aberto, que formaria um triângulo pronto para sufocar as forças nazistas: a retomada da Europa ocidental a partir do litoral da Normandia e da Bretanha francesa. A Alemanha estava preparada para esse movimento dos Aliados e montou Aartilharias e “ninhos de metralhadoras”, construídos com concreto armado suficiente para suportar os mais poderosos bombardeios, que ocupavam todo o litoral, dificultando uma possível tentativa de desembarque.
o chamado Dia D foi planejado. Não só porque era preciso derrotar os nazistas, mas também porque, àquela altura dos acontecimentos, as tropas soviéticas já marchavam em direção a Berlim. Era preciso que as potências capitalistas ocidentais também mostrassem sua força e sua participação na derrota do Eixo. Assim, depois de pelo menos dois anos de intenso planejamento e preparação, finalmente, em 6 de junho de 1944, as tropas aliadas lançaram-se naquela que foi uma das mais impressionantes empreitadas do mundo militar e da engenharia. Tanques que flutuavam e botes fabricados para o desembarque transportavam os soldados
A partir do Dia D, a guerra tornou-se uma corrida entre os Aliados em busca do prêmio maior: Adolf Hitler. Hitler, por sua vez, acompanhou a própria derrocada em seu abrigo subterrâneo (Fuhrerbunker) em Berlim. Apesar dos esforços nazistas, os aliados aproximavamse pelo leste e pelo oeste e parecia não haver mais saída. As tropas alemãs eram derrotadas e, dia após dia, novas perdas chegavam ao conhecimento do líder nazista, subtraindo todas as suas esperanças. Por fim, as tropas soviéticas avançaram sobre Berlim, e a notícia do assassinato de Mussolini em 28 de abril de 1945 aumentou a determinação de Hitler de não ser capturado
CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO.

Com o avanço sobre os territórios dominados, os aliados finalmente tiveram contato direto com os campos de concentração. O número de prisioneiros era impressionante, entre os quais se encontravam judeus, ciganos, eslavos, prisioneiros de guerra russos, testemunhas de Jeová, homossexuais e socialistas. Calculase que, durante o Holocausto, 6 milhões de judeus, principais vítimas dos campos de concentração nazistas, tenham sido exterminados. Percentualmente, a situação dos ciganos não foi muito diferente, pois 700 mil deles pereceram em condições subhumanas. Qualquer pessoa que não se encaixasse nos conceitos culturais e pretensamente biológicos ditados pelos nazistas estaria sujeita a ser arrastada para o mesmo destino.
Mesmo após as capitulações alemã e italiana, os japoneses não se entregaram. As comunicações japonesas estavam sob vigilância constante, e o ataque, dessa vez, foi descoberto com antecedência. Preparados, os estadunidenses puderam repelir os japoneses e dar início a uma sequência bem-sucedida de ataques. em 30 de abril de 1945, Hitler tirou a própria vida junto de sua companheira, com quem havia se casado na noite anterior. Os restos mortais de ambos foram queimados, e Berlim foi tomada em 2 de maio de 1945. Mas a guerra ainda não havia acabado
kamikazes.

O nome deriva do ato desses pilotos japoneses que, em um último esforço para atingir o inimigo, jogavam seus aviões contra navios rivais
little boy e fat man.

Little boy e Fat man, esses foram os nomes dados às bombas atômicas que explodiram sobre Hiroshima e Nagasáqui por decisão do presidente Truman, que acreditava que o ataque anteciparia a rendição japonesa, e assim vidas seriam poupadas. Realmente, a guerra logo se encerrou após duas explosões. Porém, as bombas tiraram, quase imediatamente, a vida de cerca de 220 mil pessoas além de a radiação ter deixado consequências nesses locais até hoje