Quem Foi Monteiro Lobato

Que saber Quem Foi Monteiro Lobato? pois bem aqui vamos apresentar a bibliografia de José Bento Renato Monteiro Lobato um resumo, e logo em seguida informações completas da vida, obra e trajetória deste grande escritor brasileiro.

Quem Foi Monteiro Lobato
Quem Foi Monteiro Lobato

A primeira pergunta que se faz é Quem Foi Monteiro Lobato? Vamos lá, Monteiro Lobato é considerado o pioneiro da literatura infantil brasileira.

Uma das suas principais obras foi o grande e famoso foi sitio do pica-pau amarelo, em que Monteiro Lobato ficou famoso e teve sua apresentação na televisão brasileira.

As historias criadas por Monteiro Lobato para o sítio do picapau amarelo encantava tanto crianças quanto os adultos.

Bibliografia de Monteiro Lobato Resumo

Bibliografia de Monteiro Lobato Resumo
Bibliografia de Monteiro Lobato Resumo

Primeiramente vamos demonstrar a Bibliografia de Monteiro Lobato Resumo.

Quem foi monteiro lobato? Foi um escritor brasileiro.
Onde monteiro lobato nasceu? em Taubaté no interior paulista.
Quando monteiro lobato nasceu? 18 de abril de 1882.
Monteiro lobato se formou em quê? direito em 1904 na faculdade de direito do Largo do São Francisco na cidade de São Paulo.
Monteiro Lobato principais obras? foram
ideias de jeca tatu, Urupês, Reinações de Narizinho, Picapau Amarelo, Caçadas de Pedrinho.
Monteiro lobato filhos, Rute Monteiro Lobato, Marta Monteiro Lobato, Edgar Monteiro Lobato, Guilherme Monteiro Lobato.
Quando monteiro lobato morreu? foi no dia 5 de julho de 1942, aos 66 anos.
Monteiro lobato morreu de que? foi de problemas cardíacos, na cidade de São Paulo.
Monteiro lobato curiosidades, ele defendia, a leitura o petróleo e o nacionalismo.

Monteiro Lobato Nasceu

Onde monteiro lobato nasceu
Onde monteiro lobato nasceu

Entrando na historia da vida do escritor, vamos falar, onde Monteiro Lobato nasceu? Monteiro Lobato nasceu na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo.

Quando Lobato nasceu? Monteiro Lobato nasceu em 18 de abril de 1882.

O escritor brasileiro foi criado em fazendas e teve uma infância carregada de brincadeiras tipicamente do meio que o cercava, ou seja, brincadeiras da zona rural.

O seus pais morreram quando ele ainda era novo, e passou a morar com seu Avô em uma fazenda Buquira na cidade de Tremembé – SP, foi onde Monteiro Lobato viveu, maior parte do tempo, foi no sitio que ele cresceu e se formou, dando origem ao seu gosto pela leitura e a vontade de escrever.

Hoje a fazenda é o Museu Historia e Pedagógico Monteiro Lobato.

O seu avô tinha uma quantidade grande de livros, o que deixou Monteiro Lobato encantado com a atividade de leitura, ele aproveitou bem a vasta diversidade de obras literárias a sua disposição na fazenda Buquira na cidade de Tremembé.

Vamos falar agora sobre a educação do escritor, onde Monteiro Lobato estudou? ele estudou no Colégio Paulista do positivista Josino Mostardeiro, em sua juventude ele estudou Colégio São João Evangelista de Antonio Quirino de Souza e Castro na cidade de São Paulo.

Tentou ingressar no Instituto de Ciências e Letras sem sucesso, o fato deixou Monteiro Lobato muito decepcionado.

Monteiro Lobato se formou em direito, herdou a fazenda do avô, foi assim que ele tornou-se cafeicultor.

Monteiro lobato se formou em quê
Monteiro lobato se formou em quê

Uma das historias de Monteiro Lobato de maior respaldo é o Jeca Tatu, que conta a vida de um pobre caboclo pobre, que vivia do que a natureza lhe oferecia, sem animo para fazer coisa alguma.

O Jeca Tatu viva a miséria, era um grande preguiçoso, e pinguço.

No fim da historia do Jeca Tatu, ele muda de comportamento e se torna um rico fazendeiro, com muita força de vontade e consciente da sua cidadania.

Monteiro Lobato fundou a primeira editora no país, e teve diversas profissões em toda sua vida, vamos demonstrar algumas delas:

Tradutor;
Promotor de justiça;
Fazendeiro;
Jornalista;
Editor;
Sindicalista;

Monteiro Lobato e o petróleo, em 1936 o escritor lançou o livro O Escândalo do Petróleo, foi uma forma de protestar contra as atitudes do presidente Getúlio Vargas em não permitir a exploração do petróleo em território nacional.

Monteiro Lobato foi um dos maiores defensores do petróleo brasileiro.

O livro O Escândalo do Petróleo, foi censurado pelo presidente Getúlio Vargas no ano seguinte, nesse mesmo ano o escritor lançou outro livro com o titulo de O Poço de Visconde, apesar do livro ser um historia para o público infantil, era nítida a critica ao governo de Getúlio.

Em 1931, Lobato criou a Companhia Petróleos do Brasil, que tentou de todas as formas explorar Petróleo no país, entretanto a empresa sofria com diversas barreiras criadas pelo governo brasileiro.

Após diversos conflitos, Monteiro Lobato escreveu uma carta ao então ditador Getúlio Vargas, reclamando do Departamento Nacional de Minas, acusando o órgão de não tirar e não permitir tirar o petróleo, isso aconteceu em 1941, e sua atitude levou a prisão, Monteiro Lobato foi preso por subversão.

monteiro lobato filhos

Monteiro lobato filhos
Monteiro lobato filhos

Teve 4 filhos ao todo, as filhas Rute Monteiro Lobato, Marta Monteiro Lobato, e o filhos Edgar Monteiro Lobato, Guilherme Monteiro Lobato.

monteiro lobato sitio do picapáu amarelo

Uma as obras mais famosas de Monteiro Lobato Sitio do Picapáu Amarelo

Bibliografia de monteiro lobato

Bibliografia de Monteiro Lobato completa agora.

Um dos maiores escritores infanta juvenis que o brasil já produziu isso se não for maior, mais sobre a vida e obra de monteiro lobato.

então vamos lá, monteiro lobato nasceu ainda no século 19 era em 1882 o brasil vivia os anos finais do segundo reinado e ele morreu em 1948, ele foi grande escritor e editor dentre outras coisas, o autor ficou do famoso do pica pau amarelo, essa que é uma obra prima da literatura infanto-juvenil.

Lobato também é fundador da editora dom Pedro lobato que mais tarde veio a se chamar companhia editora nacional, foi também um dos primeiros escritores da literatura infantil do nosso país é com esse jargão, com essa definição, da literatura infantil e também de toda américa latina, provável que a metade da sua obra é formada de literatura infantil.

Monteiro Lobato também se destacou muito, pelo seu forte caráter nacionalista o seu discurso social, e o universo retratado em grande parte das suas obras são, os vilarejos decadentes a população do vale do paraíba, que entrou em decadência depois da crise do café.

Ele se situa entre autores do pré modernismo no período que precedeu a semana de arte moderna de 1922.

A vida de Monteiro Lobato

O escritor monteiro lobato nasceu na cidade de Taubaté em São Paulo no vale do paraíba.

Ele nasceu no dia 18 de abril de 1882, seu pai era José Bento Marcondes Lobato e sua mãe era olympya monteiro lobato.

Foi alfabetizado pela mãe, desde cedo despertou enorme gosto pela leitura, com os livros infantis e juvenis da biblioteca de seu avô, a sua disposição de seu avô, o seu avô era o famoso visconde de Tremembé.

Desde menino tinha um temperamento inquieto e escandalizou a sociedade da época quando se recusou a fazer a primeira comunhão, isso na época era inimaginável, no local como vale do paraíba, de família tradicionalmente católica, sua recusa não era vista com bons olhos.

Fez o curso secundário na em Taubaté, com 13 anos foi estudar em São Paulo do Instituto de Ciências e Letras se preparando pra faculdade de direito.

Ele nasceu em uma família tradicional e do vale do paraíba, pode-se dizer que monteiro lobato nasceu em berço de ouro, já que seu avô que possui inclusive título de nobreza.

O nome verdadeiro é José Renato Monteiro Lobato, ele resolveu mudar de nome, pois ele queria usar uma bengala que era de seu pai que havia falecido, no dia dia 13 de junho de 1898, e essa bengala tinha as iniciais jbml gravadas no bastão então ele mudou de nome, passando a se chamar José Bento Monteiro Lobato, ficando com iniciais iguais ao do seu falecido pai.

Ele entrou na faculdade de direito do largo do São Francisco na capital paulista, se formando em 1904 em uma das universidades mais tradicionais de direito da américa latina.

Em sua festa de formatura, ele fez um discurso agressivo é que vários professores padres e bispos se retirar da sala por conta do peso deste discurso que ele fez.

Em 1907, ele voltou para Taubaté prestou concurso a promotoria pública, assumindo o cargo da cidade de Areias, que fica no vale do paraíba.

Monteiro lobato casou-se no dia 28 de março de 1908, com maria pureza da atividade, e com ela ele teve quatro filhos, sendo a primeira Marta que nasceu em 1909, o segundo Edgar que nasceu em 1910, Guilherme que nasceu em 1912 e Ruth que nasceu em 1916.

Paralelo ao cargo de promotor, Lobato escrevia para diversos jornais e revistas, fazia até desenhos e caricaturas, ele morou na cidade de areias até 1911, quando ele se muda para Taubaté, passando a morar na fazenda buquira, que foi deixada como herança por seu avô.

Em 12 de novembro de 1912, o jornal Estado de São Paulo publicou uma carta que ele avia enviado à redação, a carta intitulada a velha praga onde destaque ignorância do cabouco, criticando as queimadas e que a miséria tornava incapaz desenvolvimento da agricultura na região. Sua carta foi publicada e causou grande polêmica, mais tarde ele publicou um novo artigo é Urupês, onde aparece pela primeira vez é o seu personagem tão famoso um jeca tatu.

Ele tinha uma grande preocupação com a agricultura, que era a principal fonte de riqueza da região do vale do paraíba, no texto aí a velha praga, causou polêmica, entretanto ele sabia que a queimada causa problemas ao solo e mesmo assim ainda hoje no século 21 tem muita gente que faz uso desse tipo de pratica.

O jeca tatu é um personagem inspirado nas pessoas que pertencia ao seu cotidiano lá no vale do paraíba.

Em 1917 Lobato vende a fazenda que era herança do seu avô e passa a morar na cidade de Caçapava outra cidade do vale do paraíba, foi lá que ele fundou a revista paraíba, dos 12 primeiros números teve como colaboradores coelho neto e o famoso Olavo Bilac e Cassiano Ricardo, entre outras grandes figuras da literatura.

Logo depois se mudou para São Paulo, onde passa a colaborar com a revista do brasil, o entusiasmo foi tão grande é que ele acaba ele compra revista se transforme editor, e em 1918 publicando o seu primeiro livro urupês, que esgota as sucessivas tiragens foi um sucesso na época né e transforma revista em um centro de cultura, editora de uma rede de distribuição com mais de mil representantes que pra época era uma coisa grandiosa.

No dia 20 de novembro e 17 de publicar no jornal o estado de São Paulo, um artigo intitulado, paranoia ou mistificação, com duas criticas a exposição de Anita Mafaltti, famosa pintura paulista, que havia recém chegado da Europa.

Assim estava gerando a grande polêmica, acabou se transformando no estopim do movimento modernista, o debate era sobre a qualidade das obras, se era algo novo com aquilo, as obras chocavam o publico, o grande embate entre o conservador e o moderno foi um grande debate no período.

Lobato fez sociedade com Marcondes Ferreira, fundaram a gráfico editora monteiro lobato, com racionamento de energia, a editora acaba na falência, eles venderam tudo e fundão a companhia editora nacional, lobato muda se para o rio de janeiro e começa a publicar livros infantis.

Em 21 Monteiro Lobato publica o livro narizinho arrebitado, voltado para as escolas, a obra foi um enorme sucesso e levou o Lobato a prolongar as aventuras de seu personagem outros livros girando todos ao redor do sítio do picapau amarelo.

No ano de 1927, Lobato acaba nomeado pelo presidente Washington Luiz, adido comercial nos estados unidos, Monteiro permanece até 31.

Foi um período complicado, o presidente Washington Luiz foi derrubado pelo Getúlio Vargas, através na revolução de 30

Como escritor literário lobato se destacou pelo gênero conto, lobato era um grande contista, o universo que retrata são os vilarejos lado vale do paraíba, a sua população a decadência do cultivo do café. Em seu livro Urupês que foi sua estreia na literatura, lobato criou a figura do jeca tatu, que era o símbolo do caipira brasileiro na época. As histórias do sítio do picapau amarelo, e seus habitantes Emília, dona benta, Pedrinho, tia Nastácia, narizinho, rabicó, visconde de Sabugosa e tantos outros, mistura a realidade e a fantasia, utilizando de uma linguagem coloquial, acessível a todo tipo de leitor.

A grande genialidade do monteiro lobato, estava em utilizar uma linguagem que as, pessoas conheciam, a linguagem coloquial do dia a dia, assim ele escrevia sua obras, com uma literatura acessível.

O livro caçadas de Pedrinho que foi publicar em 1933, fez parte do programa da biblioteca nacional da escola, do ministério da educação, e é questionado pelo movimento negro, por conter elementos racistas.

O movimento negro questiona alguns elementos racistas em algumas obras de monteiro lobato. A família de Monteiro Lobato teve escravos passado, ele nasceu em 1882 nessa época existe escravidão no brasil, enquanto ele era criança, viu dezenas de escravos e isso pode ter ficado em suas memórias. Um grande exemplo o livro relata caçada de uma onça, que está rodando sítio, “olhem é guerra e das boas, não vai escapar ninguém, nem tia Nastácia que tem cara preta”.

Monteiro Lobato morreu no dia 5 de julho de 1942, por problemas cardíacos, com 66 anos, na cidade de São Paulo.

Algumas das obras de José Bento Monteiro Lobato são:

Monteiro Lobato principais obras
Monteiro Lobato principais obras

ideias de jeca tatu (conto), publicado em 1918;
urupês (conto), publicada em 1918;
cidades mortas (conto), que foi publicado em 1920;
negrinha (conto), publicado 1920;
o saci (literatura infantil), que foi publicado em 1921;
fábulas de narizinho (literatura infantil), publicado em 1921;
Narizinho arrebitado (literatura infantil) foi publicado em 1921;
O marques de rabicó (literatura infantil), publicado em 1922;
o macaco que se fez homem (romance), publicado 1923;
mundo da lua (romance), publicado 1923;
caçadas de hans staden, (literatura infantil), publicado 1927;
Peter pan., (literatura infantil), publicado 1930;
reinações de narizinho, (literatura infantil), publicado em 1931 – Considerado por muitos como sua obra-prima;
viagem ao céu,(literatura infantil), publicado em 1931;
caçadas de Pedrinho (literatura infantil), publicado en 1931;
Emília no país da gramática (literatura infantil), publicado em 1934;
história das invenções, (literatura infantil), publicado em 1935;
memórias da Emília, (literatura infantil), publicado em 1936;
histórias de tia Anastácia, (literatura infantil), publicado em 1937;
picapau amarelo, (literatura infantil), publicado em 1939;
Serões de dona benta, (literatura infantil), publicado em 1937.

Em suas obras, tanto o livro jeca tatu quanto o urupês que monteiro lobato retrata mais a figura do caipira brasileiro, ele dá muito destaque para a pobreza ligada à ignorância do caboclo, nas palavras de Monteiro Lobato isso incapacitava o trabalho do caboclo na agricultura, portanto jeca tatu e um flagrante do homem da paisagem do interior na visão de Monteiro Lobato.

O personagem tornou-se um símbolo nacionalista utilizado pelo famoso jurista e político Rui Barbosa em sua campanha presidencial em 1918, na quarta edição do livro lobato pede desculpas ao homem do interior, por ter saltado demais o fator ignorância e ter chamado de miserável ignorante esse homem caboclo do interior monteiro lobato pede desculpas na quarta edição do livro aos homens do interior.

10 curiosidades sobre Monteiro Lobato

Quando monteiro lobato morreu

1 monteiro lobato passou a vida dizendo que seu nascimento foi em 1984, mas na verdade ele nasceu 1982, ele mentiu a idade 2 anos.

2 Na escola era um aluno mediano e chegou a ser reprovado em português, um dos maiores escritores da língua portuguesa foi aprovada a escola em português, porém na universidade ele era um aluno de direito brilhante.

3 Lobato gostava também de pintura, curioso que ele abandona o robi depois que ele, confundiu uma caixa de aquarelas com tinta óleo.

5 No fim de 1917 lobato aceitou ser escritor jornalista e fez diversas histórias e publicações no Jornal estado de São Paulo e revista brasil.

6 os livros de lobato fizeram muito sucesso em países da américa do sul, países como Uruguai e argentina para onde o escritor morou durante um tempo em 1946

7 Lobato escreveu um livro de ficção científica chamado choque das raças, ele conta o que aconteceria se o negro fosse eleito presidente dos estados unidos.
8 Monteiro permaneceu preso por três meses na época do estado novo é por ter criticado Getúlio Vargas bem na época da ditadura de Getúlio Vagas.

9 O sítio do picapau amarelo realmente existe, e pode ser visitado, o sitio fica em Taubaté, as visitas são gratuitas os visitantes podem tirar fotos com os personagens e assistir algumas peças baseadas em histórias, pode visitar o museu em sua homenagem a lobato, além de participar de diversas outras atividades.

10 acreditava piamente que a economia brasileira podia se desenvolver com a exportação de matéria prima como ferro e petróleo, Lobato era um grande entusiasta da exportação de petróleo do país.