LIGA DE DELOS

A Liga de Delos, vejo que foi e como surgiu a liga de delos, aqui vamos explicar toda a historia por trás da aliança, e do surgimento do império ateniense, e as guerras com Esparta.

Que saber o que foi a Liga de Delos, aqui vamos explicar toda a historia por trás da aliança, e do surgimento do império ateniense, e as guerras com Esparta.

guerra do peloponeso

Antes de tudo precisas falar um pouco sobre a história antiga, mais precisamente sobre a Liga de Delos e o surgimento do Império Ateniense.

Os Gregos conseguiram após uma grande batalha expulsar os Persas do seu território, sendo assim principais cidades gregas resolveram se juntar e formar dessa forma uma aliança, essa aliança foi chamada de Liga Helênica ou Liga de Corinto.

A aliança contava com a participação de diversas cidades, sendo as mais importantes delas a cidade de Corinto, Atenas, Olímpia, Pydna e Delfos.

Após os conflitos Esparta disputada com Atenas a hegemonia sobra as cidades da Grécia antiga.

A Liga de Delos Resumo

o que foi a liga de delos
o que foi a liga de delos

A Liga de Delos era o outro lado do conflito, que foi liderada pela cidade de Atenas, a liga se reunia na Ilha de Delos, por isso originou-se o nome Liga de Delos.

A Liga de Delos foi fundada em 478 Antes de Cristo, e reunião muitas cidades até a cidade de Esparta pertenceu a liga enquanto ocorria a guerra contra a Pérsia.

O grande poder da Liga de Delos era a marinha de guerra, pelas características das cidades que a compunha, quase todas cidades litorâneas.

As cidades pagavam tributos para ajudar na manutenção da marinha de guerra da liga de delos.

Esse grande poder marítimo permitiu que Atenas controla-se todo o comercio marítimo de todo a região mediterrânea na época, isso foi denominado o Império Ateniense.

Liga de Delos
Liga de Delos

A grande disputa na região ficou em dois polos, a liga de Liga de Delos liderada por Atenas contra a Liga do Peloponeso liderada por Esparta.

A Liga do Peloponeso Resumo

liga do peloponeso
liga do peloponeso

Liga do Peloponeso Esparta, principais cidades Corinto, Elis e Argos, foi a forma que os espartanos encontraram para importo seus interesses em cidades próximas e evitando rivais mantendo assim sua hegemonia.

Existia um congresso na Liga do Peloponeso, que cada cidade poderia um voto, entretanto apenas Esparta poderia convocar o congresso, e os espartanos não eram obrigados a cumprir com o que foi acordado no congresso.

Todas as cidades da Liga do Peloponeso eram obrigadas a oferecer um terço de todo o seu exercito para os espartanos em tempos de guerra, essa junção formou o maior exercito da Grécia antiga.

Guerra do Peloponeso Liga de Delos X Liga do Peloponeso

Para deixar mais fácil vamos explicar Guerra do Peloponeso Resumo.

A Guerra do Peloponeso foi uma disputa da hegemonia de Atenas contra Esparta, e as ligas de Delos versus Liga do Peloponeso.

A primeira parte da Guerra do Peloponeso durou 16 anos, e começou quando Corinto que era da Liga do Peloponeso disputava o domínio do território denominado Istmo de Corinto contra a cidade de Megara que pertencia a Liga de Delos, isso foi a primeira guerra do Peloponeso.

Após Atenas bloquear o comércio pelo Istmo de Corinto, Esparta decidiu entrar em guerra contra Atenas, invadindo a Ática, em resposta, a marinha de Atenas fez vários ataques a costa da cidades da Liga de Delos.

Esparta controlou todo o território da Ática, mas parou seu avanço na cidade de Atenas o que ajudou muito a muralha que protegia o seu porto.

A maior batalha da Guerra do Peloponeso acontecendo em Mantineia, vencida por Esparta.

A segunda parte da Guerra do Peloponeso iniciou com a invasão ateniense a ilha da Sicília contra Siracusa, essa batalha ficou conhecida como Cerco de Siracusa e aconteceu em 415 a.c.

O certo de Sicília foi vencida com a ajuda do exercito de Esparta, que expulsa os atenienses.

Esparta aproveita do enfraquecimento de Atenas e invade a Ática novamente, tomando conta das minas de prata da região, uma das maiores fontes de fortuna da cidade de Atenas, assim foi iniciada a terceira parte da Guerra do Peloponeso.

Esparta conseguiu com os recursos da minas de pratas, comprar navios de guerra da pérsia, formando assim uma maria de guerra com poder para enfrentar Atenas no mar.

Na Batalha de Egospotamo, Esparta derrota os navios de Atenas, com todos os problemas e todas as derrotas sofridas, Atenas se enfrague-se e se rende.

guerra do peloponeso resumo
guerra do peloponeso resumo

As cidades de Corinto e Tebas, que pertenciam a liga do Peloponeso, pretendiam destruir totalmente a cidade de Atenas e escravizar os atenienses, entretanto Esparta decidiu que Atenas foi submetida a liga do Peloponeso, já que seria uma grande aliada em futuras guerras contra os Persas caso fosse necessário.

Esparta passou a ser o grande dominador de todo o território Ateniense.

peloponeso guerra
peloponeso guerra

Liga de Delos e domínio ateniense Alegando como objetivo a proteção das cidades gregas contra possíveis ataques externos, os líderes políticos de Atenas organizaram uma aliança entre essas cidades, que ficou conhecida como Liga de Delos, pois a sede ficava na ilha de Delos. As cidades aliadas eram independentes e tinham de contribuir com navios, soldados e dinheiro. A princípio, o tesouro da liga ficava em Delos; posteriormente, foi transferido para Atenas, cujos líderes também assumiram o comando das forças militares. Aos poucos, a liga foi-se transformando num conjunto de cidades subordinadas ao poder ateniense.
Após o fim das Guerras Greco-Pérsicas, algumas cidades tentaram se dissociar da liga, mas foram impedidas pelas lideranças atenienses.

Atenas transformou-se, então, num rico centro comercial e marítimo, alcançando grande desenvolvimento econômico e cultural. Péricles, líder político ateniense, utilizou parte do dinheiro da Liga de Delos para embelezar Atenas, construindo templos e outras obras públicas. Os líderes de algumas cidades, porém, começaram a se rebelar contra o crescente poder de Atenas no mundo grego. Nesse confronto destacaram-se os líderes aristocráticos de Esparta.
Esparta Era por dois reis, um pertencente, tradicionalmente, á família dos Àgidas e o outro a família dos euripôntides, entre suas funções ,destacavam-se os serviços de caráter militar e religioso. em tempo de guerra, um dos reis exercia o comando dos exércitos.

 

Guerra do Peloponeso Completo

Guerra do Penopoleso
Guerra do Penopoleso

A conhecida Guerra do Peloponeso aconteceu entre 431 e 404 a.c., travada entre a Liga de Delos (Liderada Pelos Atenienses) e a Liga do Peloponeso (Liderada por Espartanos).

Já na primeira fase da Guerra do Peloponeso denominada Guerra Arquidâmica, aconteceu assim que Esparta invadiu a região da Ática, já Atenas fez uso da sua superioridade naval e usou sua marinha para ataca a região costeira do Peloponeso.

A primeira fase da Guerra do Peloponeso (Guerra Arquidâmica) teve fim em 421 a.c, um tratado de paz denominado Nicias foi assinado, ambos os lados prometendo uma tregua, entretanto, pouco tempo depois ocorreram novos combates no Peloponeso, enfraquecendo completamente o tratado de paz.

No ano de 415 a.c., Os atenienses tentaram atacar Siracusa, região da Sicília, entretanto, foi um desastre, todas as forças de combate de Atenas no local foram destruídas em 413 a.c., assim começou a fase final da Guerra do Peloponeso, denominada por muitos como Guerra Deceleana ou Guerra Jónica.

Na Guerra Deceleana, os espartanos apoiados pelo Império Aqueménida, fizeram força as rebeliões nos estados súditos de Atenas no Mar Egeu e na Iónia, o que fez enfraquecer o império de Atenas, diminuindo drasticamente a supremacia naval de Atenas.

Na Batalha de Aegospotami a frota de Atenas foi destruída, colocando fim à guerra, assim os atenienses se renderam no ano seguinte.

Liga do Penopoleso
Liga do Penopoleso

Esparta recusou os pedidos da cidades de Corinto e Tebas que pretendiam destruir a cidade de Atenas e escravizar toda a população ateniense.

Os Peloponesos não utilizavam o termo “Guerra do Peloponeso” para definir a luta contra os atenienses, essa disputa entre os dois impérios foi denominada na época como Guerra do Sótão.

As consequências Guerra do Peloponeso

A Guerra do Peloponeso definiu novas atitudes políticas no mundo grego, nas relações internacionais, Atenas, antes do inicio da guerra era a cidade-estado mais forte da Grécia, e no fim ficou submissa a um estado. Enquanto isso a cidade de Esparta se tornou uma das maiores potências da Grécia antiga.

As consequências da Guerra do Peloponeso, gerou pobreza generalizada na região do Peloponeso, a cidade de Atenas foi devastada completamente, não se recuperando da cidade prospera que era antes de guerra.

Mudanças politicas também foram consequências da Guerra do Peloponeso, Atenas era democrática e Esparta era oligárquica, essas duas facções políticas dentro das cidades-estados, fez mudanças na sociedade grega.

Grecia Antiga
Grecia Antiga
Atenas
Atenas
Penopoleso
Penopoleso

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O fim gramático do século V foi marcado pela Guerra do Peloponeso, por sua luta entre cidades-estados completa de atrocidades em larga escala, a destruição de tabus religiosos e culturais, a destruição de grande áreas rurais, destruição de cidades inteiras, esse foi o fim do século V, surgindo a época de ouro da Grécia Antiga.

Guerra Grega
Guerra Grega
Guerra Grécia Antiga
Guerra Grécia Antiga