Lêdo Ivo (Biografia)

Lêdo Ivo

Lêdo Ivo (Maceió, 18 de fevereiro de 1924 – Sevilha, 23 de dezembro de 2012). Considerado o maior poeta da língua portuguesa. Foi um dos poetas mais representativos da chamada geração de 45. Seu primeiro livro foi publicado em 1944. Em 1982 foi distinguido com o Prêmio Mario De Andrade e em 2009 com o Prêmio Casa das Américas.

Sumário
1 síntese biográfica
1.1 Primeiros estudos
1.2 como literário e jornalístico
1.3 morte
2 Obras
3 prêmios internacionais
4 distinções
5 associações às quais pertenceu
6 Fonte

Poeta, narrador e ensaísta
Nascimento 18 de de 1924
cidade de Maceió,
República Federativa do brasil Bandeira do Brasil
Óbito 23 de dezembro de 2012 (88 anos)
cidade de Sevilha,
Reino de Espanha Bandeira de Espanha
Ocupação Jornalista, poeta, romancista, contista, cronista e ensaísta
Nacionalidade Brasileira
Língua de produção literária portuguesa
Obras notáveis as Imaginações, Ode e elegia, Réquiem
Esposa Maria Leda Sarmento de Medeiros Ivo
Descendência Patricia, Mary Grace e Gonçalo
Prêmios Prêmio Casa das Américas em 2009

Síntese biográfica
Primeiros estudos
Ele frequentou cursos de Ensino Fundamental e médio em sua cidade natal. Em 1940, mudou-se para Recife, onde foi sua primeira formação cultural. Em 1941, participou do Congresso de Poesia Recife. Em 1943 mudou-se para o Rio de Janeiro e matriculou-se na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil, na qual se formou. Ele começou a colaborar em suplementos literários e trabalhando no Rio De Imprensa, como jornalista profissional.

Como literário e jornalístico
Em 1944, estreou na literatura com imaginação, poesia, e no ano seguinte publicou Oda e elegia, premiado com o Prêmio Olavo Bilac, a Academia Brasileira de Letras. Nos anos seguintes, sua obra literária incha com a publicação de livros de poesia, romances, contos, crônicas e ensaios.

Em 1947, seu primeiro romance, As Alianças Romance recebeu o Prêmio da Fundação Graça Aranha. Em 1949, pronuncia-se, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, a conferência “geração 1945”. Naquele ano, ele se formou na Faculdade de direito Nacional, mas nunca defendeu, preferindo continuar a exercer jornalismo.

No início de 1953, ele se mudou para Paris. Visitou vários países da Europa e, em 1954 os efeitos, de retornar ao Brasil, retomando suas atividades literárias e jornalísticas.

Em 1963, a convite do governo dos EUA, que teve lugar uma viagem de dois meses (novembro e dezembro) para os Estados Unidos, lecionou em universidades e reuniões com escritores e artistas.

Ao longo de sua vida literária, foi convidado em várias ocasiões para representar o Brasil em conferências culturais e participar de Encontros Internacionais de poesia.

Morte
Faleceu em 23 de dezembro de 2012, em Sevilha, Espanha.

Obras
As imaginações, poesia 1944
ODE e elegia, poesia 1945
As alianças, romance 1947
Acontecimento do soneto, poesia 1948
O caminho sem aventura, romance 1948
Ode ao crepúsculo, poesia 1948
Cântico, poesia 1949
Linguagem, poesia 1951
Lição de Mário de Andrade, ensaio 1951
Ode equatorial, poesia 1951
Um brasileiro em Paris e o rei da Europa, poesia 1955
O preto no branco, em 1955
A cidade e os dias, crônicas 1957
Magias (contando: os amantes sonoros), poesia 1960
O girassol às avessas, ano 1960
Use a passagem subterrânea, contos 1961
Paraísos de papel, ano 1961
Uma lira dos vinte anos, reunião de obras poéticas anteriores 1962
Ladrão de flor, ano 1963
O universo poético de Raul Pompeia, em 1963
O sobrinho do general, romance 1964
Estação central, poesia 1964
Poesia observada, anos 1967
Finisterra, poesia 1972
Modernismo e modernização, em 1972
Ninho de cobras, romance 1973
O sinal semafórico, reunião de sua obra poética, desde as imaginações até Estação central 1974
Teoria e celebração, ensaio 1976
Alagoas, ano 1976
Confissões de um poeta, autobiografia 1979
O soldado cetim, poesia 1980
A ética da aventura, em 1982
A noite misteriosa, poesia 1982
A morte do Brasil, romance 1984
Calabar, poesia 1985
Mar oceano, poesia 1987
Crepúsculo civil, poesia 1990
Ou aluno relapso, autobiografia 1991
A república das desilusões, em 1995
Curral de peixe, poesia 1995.
Prêmios internacionais
Prêmio Golden Dolphin do Governo do Estado do Rio de Janeiro,2004
Prêmio de Poesia Do Mundo Latino Victor Sandoval (México), 2008.
Prêmio de Literatura Brasileira da Casa das Américas (Cuba), 2009.
Prêmio Rosalía de Castro, O PEN Club da Galiza (Espanha), 2010.
Distinções
Ordem do Mérito de Palmares, no grau de Grande Cruz.
Ordem do Mérito Militar, O Grau De Oficial.
Ordem do Rio Branco, no grau de Comendador.
Medalha Manuel Bandeira.
Cidadão honorário de Penedo, Alagoas.
É grande benfeitor da Sala de Leitura real portuguesa do Rio de Janeiro.
Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Alagoas.
Pertence ao PEN Club Internacional, com sede em Paris.
Associações às quais pertenceu
Alagoas Academia de Letras.
Membro honorário do Instituto Histórico.
Geográfico de Alagoas, Brasil.
Membro Efetivo da Academia de Letras.
Membro honorário da Petropolitana Academia de Letras.
Membro do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal correspondente.

Lêdo Ivo (Biografia)
Rolar para o topo