A História Do Laser

A palavra “LASER” é um acrônimo da expressão em inglês light amplification by stimulated emission of radiation, que significa amplificação de luz pela emissão de radiação estimulada. Essa descrição básica Lista desenvolve o laser de rubi, ; abril de 1968. Hulton Getty esclarece pouco sobre a vasta área de aplicações da “luz amplificada”, que vai da leitura de CD ao uso em microcirurgias como instrumento de corte.

Em 1917, Albert Einstein (1879-1955) propôs que, se houvesse mais fótons que elétrons numa forma de radiação (tal como a luz), a diferença de energia podia estimular um elétron a saltar para um nível de energia mais baixo, gerando uma emissão de outro fóton, daí a amplificação.

Em 1951, o físico norte- americano Charles I íard Tow- nes (191 5-), que recebeu o Prêmio Nobel de física em 1964, descreveu um sistema semelhante usando microondas em vez de luz. Em 1955, ele construiu um MASER para de monstraçào, que usava microondas como energia a ser amplificada. Em 1957, Gordon Gould (1920-), da Columbia Uni\eisitv, descreveu um sistema óptico que usava luz o laser. Mais tarde, Gould contaria que suas idéias iniciais sobre o laser “surgiram como um lampejo numa noite, e que ele. entáo, as escreveu em seu caderno que chamou de Some RouaJi (ulculations nn thc Leasibility oj a Laser (Alguns b.sboços de Cálculos sobre a Viabilidade do Laser). Gould. entretanto, só entrou com pedido para patente em 1959, depois que outros projetos semelhantes já ha\ iam também dado entrada, r sua patente só foi emitida em 1977.

O primeiro laser de rubi. no qual o processo de cmissào de laser acontece numa barra sólida do mineral corindon, foi construído, em 1960, por I hedorc H. Maiman, no laboratório de pesquisas I lughes, na Califórnia. O laser de néon foi desenvolvido em 1961.