João Cabral De Melo (Biografia)

João Cabral De Melo

João Cabral De Melo. Poeta e diplomata brasileiro, uma das figuras mais representativas da cultura e da poesia do Brasil da geração de 1945.

Sumário
1 síntese biográfica
1.1 Trajetória literária
2 obra literária
3 prêmios
4 fontes

Poeta e diplomata brasileiro
Nome completo João Cabral de Melo Neto
Nascimento 9 de de 1920
Recife, Pernambuco, Bandeira do Brasil Brasil
Morte 9 de outubro de 1999
Rio de Janeiro, Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Poeta e diplomata
Nacionalidade Brasileira
Língua de produção literária portuguesa

Síntese biográfica
Nasceu no Brasil em 9 de janeiro de 1920.Em 1930, a família de João Cabral se muda do interior para Recife e cursa a primária no Colégio Marista. Em 1935 consagra-se campeão juvenil de futebol, paixão que o acompanha toda a vida. Em 1938 começa a frequentar o círculo literário do Café Lafayette, que se reúne em torno do crítico Willy Lewin e do pintor Vicente Do Rego Monteiro. Dois anos depois, ele viaja com sua família para o Rio de Janeiro, onde conhece Murilo Mendes, que o apresenta a Carlos Drummond de Andrade e a outros intelectuais.

Trajetória literária
O trabalho literário de João Cabral começou em 1942, quando tinha vinte e dois anos de idade, o qual mais tarde agrupou no volume Poemas reunidos. Além de poeta, Cabral de Melo desempanho tarefas diplomáticas, viajando por todo o mundo e conhecendo diferentes países, entre eles Espanha, Inglaterra, Senegal e Portugal. Essas viagens o nutriram, especialmente a Espanha, lugar de grande inspiração para o poeta e terra onde ele fez grandes amigos. Cabral de Melo é um dos membros da chamada geração do 45, cujo principal órgão de expressão foi a revista carioca Orfeu 1947-1953. Foi eleito para a Academia Brasileira das Letras 1968-1999. A lírica de João Cabral de Melo Neto caracteriza-se pela tentativa de alcançar maior objetividade, concreção e austeridade, graças a uma forma cuidada e à rejeição de ornamentos e sentimentalismos, traços que o levaram a ser considerado o melhor poeta da geração de 1945.

Obra literária
Suas obras mais notáveis são:

Pedra no sono, 1942
O engenheiro, 1945
O cao sem penas, 1950,
Terceira feira, 1961,
Educação pela Pedra, 1966 e
Museu de tudo, 1975.
Prémios
Prémio Camoes, o mais importante em língua portuguesa, 1990
Neustadt International Prize for Literature, em 1992
Prêmio Rainha Sofia de poesia, em 1994.

João Cabral De Melo (Biografia)
Rolar para o topo