HISTORIA DE LAMPIÃO

HISTORIA DE LAMPIÃO

HISTORIA DE LAMPIÃO
HISTORIA DE LAMPIÃO

HISTORIA DE LAMPIÃO O REI DO CANGAÇO – A ENTRADA PARA O BANDO
A historia de Lampião (Virgulino Ferreira da Silva) esse é sem dúvida uma das personalidades mais conhecidas da história do Brasil, em especial no Nordeste, interpretado muitas vezes como uma espécie de herói do sertão, a figura de Lampião é rotineiramente utilizada na literatura brasileira e ocupa um espaço imaginário as vezes fantástico nas literaturas de cordel.

O enredo que culmina com a entrada de Lampião para o cangaço começa com disputas entre as famílias Montes e Feitosa no Ceará. Antônio Alves Feitosa, avô de Virgulino Ferreira da Silva, deixou o Ceará e seguiu para estado de Pernambuco com seu filho (José), fugindo de complicações relacionadas ao assassinato de um membro da família Montes. Fixou morada próximo à Vila do Carquejo, onde levava uma vida de fazendeiro comum, longe das disputas Montes x Feitosa.

José, decide adotar o nome Ferreira da Silva, dado o histórico familiar de conflitos violentos. Anos depois casa e constitui família com Maria Lopes, compra um pedaço de terra e torna-se fazendeiro, da união surgem um total de nove filhos, Virgulino Ferreira era o terceiro filho dessa família numerosa, nascido em 1898, aliás era muito comum famílias numerosas nessa época.

A historia do pequeno Virgulino Ferrreira teve educação primária por três anos, dada a natureza do ofício da família desenvolveu a habilidade de amansar cavalos, exerceu o ofício de almocreves.

HISTORIA DE LAMPIÃO Recompensa
HISTORIA DE LAMPIÃO Recompensa

Em Serra Talhada, município onde residiam, duas famílias poderosas se indispunham (Pereiras, Carvalhos), José Ferreira da Silva constituiu aliança política com o grupo dos Pereiras que tinha como patriarca o padre Antônio Pereira, este foi assassinado por um membro da família Carvalho. Tomado pelo sentimento de vingança, seu filho Sinhô Pereira reuniu um grupo de parentes e aliados e saiu desbravando a caatinga em busca do assassino de seu pai.

A família Nogueira, aliada do grupo dos Carvalhos, se indispôs com a família Ferreira uma vez que esta se aproximara dos Pereiras, de maneira que motivos fúteis provocavam tiroteios que faziam vítimas dos dois lados.

Virgulino Ferreira o Rei do Cangaceiro
Virgulino Ferreira o Rei do Cangaceiro

Uma mudança no domínio político municipal em 1917 intensificou o clima de inimizade, José Saturnino Nogueira assumiu o poder em Serra Talhada. José Ferreira, para evitar maiores problemas deixa a cidade e muda-se com sua família para o estado de Alagoas, cidade de Mata Grande. No entanto, também em Alagoas, grupos políticos inimigos dos Pereiras eram dominantes nos municípios vizinhos.

Alegando circunstâncias de necessidade de manutenção da ordem, um grupo seguiu para a residência de José Ferreira, que se encontrava desprotegida na época e acabou assassinando o patriarca. Os filhos decidiram então integrar definitivamente o bando de Sinhô Pereira, que saía pelo sertão pernambucano perseguindo e assassinando seus inimigos políticos, Carvalhos e Nogueiras.

Sinhô Pereira deixa o grupo em 1922, por influência do padre Cícero Romão Batista, de quem era devoto, fixou morada em Minas Gerais e não tendo cumprido totalmente seu objetivo, pediu que seu braço direito, Virgulino Ferreira, liquidasse um último inimigo da família, Virgulino assumiu o bando e tornou se o tão falado Lampião.

Conta a historia de Lampião, que o termo lampião foi associado a Virgulino Ferreira da Silva porque era muito rápido aos disparar de modo que o clarão de sua espingarda não se apaga, como um lampião.

historia de lampiao e maria bonita
historia de lampiao e maria bonita

A Historia de Lampião – A Morte

Cabeças expostas dos cangaceiros do bando de Lampião

Morte de lampião
Morte de lampião