Historia da Ginastica Ritmica

Vamos falar sobra a Historia da Ginastica Rítmica, que começou faz pouco tempo mas já conta com um número grande de praticantes em vários países, explicaremos o inicio e como é atualmente.

A Historia da Ginastica Rítmica

Antes de tudo o que é a Ginastica Ritmica, resumidamente é tipo de modalidade de dança e técnicas de movimentação coordenada, caracterizado pela repetição exaustiva de movimentos, os seus praticantes tem objetivo de alcançar a perfeição no movimento.

a historia da Ginastica Rítmica

A Ginastica Ritmica é uma modalidade exclusivamente praticadas por mulheres a muitos anos. Além da música outros elementos que se juntaram para a formação da ginastica rítmica, foram a dança, os movimentos, as técnicas de respiração e o relaxamento.

A história da Ginastica Ritmica tem seu inicio junto ao século XX, mais precisamente no fim da primeira guerra mundial, sem muitas normas e especificações definidas.

Foi na Rússia em 1946 que o termo rítmica foi usado pela primeira vez, já que muitas escolas utilizavam da música para ditar o ritmo dos movimentos.

Foi a suíça Emile Jacques Dalcroze, que introduziu a música sincronizado com o ritmo na ginástica desportiva, elevando a pratica para uma mistura de beleza e sincronia nos movimentos acrobáticos.

O primeiro campeonato que se tem notícia na historia da Ginastica Ritmica, foi realizado em 1961 na região do leste europeu, o esporte passou a ser reconhecido com tal, apenas no ano de 1962.

A (FIG) Federação Internacional de Ginástica, começou a promover os campeonatos mundiais, utilizando-se de aparelhos, os praticantes competiram entre si.

Uma parte importante da história da Ginastica Ritmica aconteceu no ano de 1984, quando foi incluído como modalidade nos jogos olímpicos, realizados na cidade de Los Angeles, no estado da Califórnia, Estados Unidos. Nas olimpíadas de 1984 foram boicotadas por países do leste europeu incluindo a União Soviética, na região era o celeiro das melhores competidoras.

Entretanto a Ginastica Ritmica so se popularizou quatro anos depois em 1988, nas olimpíadas de SEUL, levando multidões para os estádios e ganhando muita visibilidade em cada uma das disputadas.

Foi em 1988 importante ja que muitas competidoras da Rússia e leste europeu estavam presentes, entre elas a russa Marina Lobach, que ficou com a medalha de ouro, outra forte competidora da época era a búlgara Adriana Dunavska, que ficou com a medalha de prata.

Ginastica Rítmica maria gigova em 1973

A História da Ginástica Rítmica no Brasil

No Brasil a Ginástica Rítmica chegou através da hungara Ilona Peuker, a professora começou sua carreira no Brasil ainda na década de 50, ensinando técnicas para professores de educação física. Foi Ilona Peuker ja tinha grande experiência em competições de ginástica internacional, foi ela a responsável por criar o primeiro grupo de Ginástica Rítmica do Brasil, conhecido como GUG ou Grupo Unido de Ginastas.

Historia da Ginastica Rítmica Brasil

A primeira vez que o Brasil participou de um campeonato mundial de Ginástica Rítmica foi em 1971, com Daise Barros, uma das integrantes do grupo criado pela professora Ilona Peuker, conseguindo o decimo terceiro lugar no campeonato mundial, realizado na cidade de Roterdam, Holanda.

Foi só no ano de 1978, que surgiu a Confederação Brasileira de Ginástica, foi um grande passo na historia do esporte, após a criação da CBG algumas ginastas conseguiram se classificar para disputar os jogos olímpicos do ano de 1984.

Com a popularização e o apoio elevaram as vitórias do Brasil na Ginástica Rítmica, possibilitou que a equipe brasileira alcança-se no Pan-Americano de 1999 3 vitorias, e também classificação para as olimpíadas de 1999, nas olimpíadas seguintes o Brasil teve participação modesta chegando ao 8º lugar nas olimpíadas de Sydney e Atenas.

Os Equipamentos

Os equipamentos utilizados na pratica da ginástica rítmica apresenta 5 aparelhos diferentes, veja logo abaixo a historia ginástica rítmica e os seus cinco aparelhos.

A Corda

Na ginastica rítmica a corda tem em duas modalidades a sisal e a sintética, predominante utilizada para saltos, o tamanho da corda depende da ginasta praticante.

Ginastica Rítmica corda

 

O Arco

A ginastica rítmica utiliza do aparelho Arco com medidas entre 80 e 90 centímetros, os exercícios mais praticados no Arco são o Pivots, equilíbrio, flexibilidade, ondas e o salto, entretanto não existe especificação de quais exercícios fazer no arco.Ginastica Rítmica arco

A Bola

 

A bola é uma aparelho de borracha muito utilizado na ginastica rítmica, a flexibilidade e ondas são os exercícios mais praticados no aparelho.

 

Ginastica Rítmica bola

As Maças

Os aparelhos Maças são feitos de madeira ou material sintético, o exercício mais praticado com o aparelho na ginastica rítmica é o equilíbrio.

 

Ginastica Rítmica maças

 

A Fita

Uma dos aparelhos mais bonitos na ginastica rítmica são as fitas, medindo no mínimo 6 metros e feitos em cetim, é muito apresentável para o público por suas cores e as formas que se aparecem, o exercício predominante é o pivot.

a historia da Ginastica Rítmica
a historia da Ginastica Rítmica

Estes são os cinco aparelhos utilizados para a pratica da Ginastica Rítmica historicamente.

As Competições da Ginastica Rítmica

Ginastica Rítmica Olimpíadas

Quem pratica a ginastica rítmica podem participar de diversas competições, vamos falar das principais competições de ginastica no mundo são:

Jogos Olímpicos, sonho de muitos competidores é uma medalha olímpica, a competição acontece de quatro em quatro anos.

Campeonato Mundial, com competidores de diversos países, acontece todos os anos.

Copa do Mundo, muitos disputado, acontece todos os anos.

Jogos Mundiais acontece de 4 em 4 anos.

Jogos Asiáticos de quatro em quatro anos acontece essa competição, quem pode participar são apenas os atletas de países asiáticos.

Campeonato Europeu, acontece todos os anos, participantes atletas de países europeus.

Pan-americanos, um dos mais maiores e mais disputadas já que conta com ginastas de diversos países da América do Norte, América do Sul e América Central.

Sul-americanos – apenas ginastas de países sul-americanos, acontece de 4 em 4 anos.