Erico Veríssimo (Biografia)

Erico Veríssimo

Erico Veríssimo (Cruz Alta, 17 de dezembro de 1905-Porto Alegre, 28 de novembro de 1975). Ele era um escritor brasileiro.

Sumário
1 síntese biográfica
1.1 vida artística
1.2 morte
2 Fontes

Dados pessoais
Nascimento 17 de de 1905
villa Cruz Alta,
estado do Rio Grande do Sul,
Brasil Bandeira do Brasil
Morte 28 de novembro de 1975 (69 anos)
cidade de Porto Alegre,
estado do Rio Grande do Sul,
Brasil Bandeira do Brasil
Nacionalidade brasileira

Síntese biográfica
De origem humilde, é autor de uma obra narrativa influenciada pelas técnicas do romance americano, em particular as de John Dos Passos e Ernest Hemingway. Destacam-se Fantoches (1932), O resto é silêncio (1943) e a trilogia O tempo e o vento (1959-1961).

Vida artística
Veríssimo foi filho de Sebastião Veríssimo da Fonseca e Abegahy Lopes Veríssimo. Quando ele nasceu, sua família era de classe alta. No entanto, durante sua juventude, seu pai teve que declarar falência, então Verissimo teve que deixar o ensino médio para procurar emprego.

Inicialmente, Veríssimo permaneceu em Cruz Alta como dono de uma botica, mas não teve sucesso. Em 1930, mudou-se para Porto Alegre, onde decidiu dedicar-se à escrita. Lá, ele conheceu escritores de renome como Mario Quintana, Augusto Meyer e Guilhermino César. Em 1931, foi contratado como secretário de edição da Revista do Globo e, em 1933, foi nomeado editor da revista. Posteriormente, assumiu a responsabilidade pelos projetos editoriais da Editora Globo, com o que alcançou renome nacional.

Veríssimo publicou sua primeira obra, o livro de contos Fantoches, em 1932. No ano seguinte, ela publicou Clarissa, seu primeiro grande sucesso.

Em 1931, ele se casou com Mafalda Volpe, com quem teve dois filhos-Luis Fernando, que também se tornou escritor, e Clarissa.

Em 1943, Veríssimo e sua família se mudaram para os Estados Unidos, onde ensinou literatura brasileira na Universidade da Califórnia em Berkeley até 1945. Entre 1953 e 1956, foi diretor do Departamento de Assuntos Culturais da organização dos Estados Americanos em Washington D. C. Durante sua estada nos Estados Unidos, escreveu dois livros: Gato preto em campo de neve (1941) e a volta do gato preto (1947).

Sua trilogia O tempo e o vento, escrita entre 1949 e 1961, é considerada seu melhor trabalho. Em 1965, publicou o romance O senhor embaixador, na qual critica a política latino-americana. Em seu romance de 1971, Incidente em Antares, mistura a história do Brasil com elementos fantásticos, narrando como os cadáveres se rebelam durante uma greve dos coveiros na cidade fictícia de Antares.

Morte
Faleceu em Porto Alegre em 28 de novembro de 1975, aos 69 anos.

Erico Veríssimo (Biografia)
Rolar para o topo