Origem do Calendário Cristão – A Historia dos Calendários

O que é o calendário cristão e como ele surgiu, os grandes segredos da origem do calendário cristão, saiba tudo sobre nossa atual forma de registro de tempo.

Origem do Calendário
Origem do Calendário

Importante dizer que, ao longo de toda a história da humanidade todas as sociedades utilizaram uma foram de registrar e contar o tempo, os métodos em sua grande maioria eram determinados por ciclos da natureza.

Como Surgiu o Calendário

Primeiramente, a origem da palavra calendário surgiu na Roma Antiga, “calendário” deriva do latim mais especificamente da palavra “Calendae”, que significa o primeiro dia da lua nova.

O primeiro dia da lua nova foi escolhida para iniciar o ciclo de 12 meses, assim os romanos criaram o substantivo calendário, passando assim a definir o registro de todas os dias do ciclo de 12 meses.

O sistema lunar foi o primeiro utilizados pelos romanos para a contagem de tempo, esse sistema de calendário se baseava nas fases lua.

Júlio Cesar introduziu em Roma a partir de 45 a.c. um novo calendário, o calendário juliano, esse sistema era diferente e se organizava os meses, não utilizando mais os ciclos lunares.

Já para os povos nativos americanos, o povo Tupi, era utilizado o sistema de ciclos da lua, das estrelas e das estações do ano, sendo duas estações a primavera e o verão eram chamados de arapyau o outono e inverno era chamado de yaraimã.

Os povos tupis utilizavam o sistema de calendário para marcar suas atividades de caça, pesca, plantio e colheita, também era utilizado o calendário para suas atividades religiosas ou os rituais.

O calendário mais antigo do mundo é o calendário babilônico, o sistema era distribuído em 12 meses lunares, com 29 ou 30 dias, somando ao todo 354 dias.

No sistema de calendário babilônico era introduzido um mês a cada 3 anos, ficando com um decimo terceiro mês, esse era a forma utilizada para não defasar as estações do ano.

No mundo todo atualmente existe quase 40 calendários sendo utilizados, os principais deles são o calendário judaico, o calendário cristão, o calendário islâmico.

Os principais sistemas de contagem de tempo são relacionados às crenças religiosas dos seus povos.

A Origem do Calendário Cristão

Origem do Calendário Cristão
Origem do Calendário Cristão

A origem do calendário cristão é por causa dos problemas do antigo sistema utilizado, o sistema juliano que não sincronizava os dias do ano com as estações.

A igreja católica preocupada com a páscoa queria que o dia 21 de março fosse concedido com o equinócio da primavera, que é o momento que o que a luz solar corta o denominado equador celeste, equilibrando as horas do dia e da noite com 12 horas cada um.

O equinócio da primavera acontece nos meses de março a setembro nos hemisférios norte e sul do planeta, esse acontecimento vai mudando a cada ano, e por isso o calendário juliano não seria útil.

O papa Gregório XIII convocou especialistas, para reformar todo o sistema de contagem de tempo que era utilizado, foi assim que surgiu o calendário cristão, sua utilização foi instituída pelo papa Gregório XIII no ano de 1582, em substituição ao calendário juliano.

O calendário cristão ou calendário gregoriano conta os anos a partir do nascimento de Jesus Cristo, esses sistema é o mais adotado no mundo.

O ciclo do calendário cristão (gregório) é de 365 dias, divididos em 12 meses com 30 ou 31 dias, exceto o mês de fevereiro que tem apenas 28 dias, sendo acrescentado um dia no mês de fevereiro a cada quatro anos, chamados de anos bissexto.

Os anos bissextos são incorporados para manter ajustado o calendário com as estações do ano.

No calendário cristão utilizamos a sigla a.c. (Antes de Cristo) para registro antes do nascimento de Jesus Cristo, e d.c. para os registro após o nascimento de Jesus.

No inicio o sistema cristão não foi aceito por muitos países, existia uma resistência principalmente de lugares não cristãos, um exemplo foi a Grécia que só foi adotar esse sistema em 1924.

No Brasil, o sistema foi implantado imediatamente, por ser colônia de Portugal e esse estava sendo dominado pela Espanha que também era católica, assim nos utilizamos o calendário cristão desde seu surgimento.

Calendário do Egito Antigo

O calendário egípcio antigo era baseado no ciclo solar, observação da aproximação do sol com a estrela sírios, esse sistema de calendário tinha 365 dias e foi implementado ao analisando as cheias do rio Nilo que se aproximavam sempre nessa data.

O Egito antigo tinha um calendário solar com mencionado acima, sendo dividido em 12 meses e cada mês tinha 30 dias, somando-se e esses 5 dias que era totalmente dedicado aos deuses.

Calendário Chines

O calendário chinês é outro sistema muito antigo, o seu sistema é uma junção dos ciclos solares com os ciclos lunares, ou seja, um calendário lune solar.

O sistema de calendário chinês existem 354 dias e a cada oito anos e acrescentado mais 90 dias, mantendo assim atualizada a sincronia das estações do ano.

Calendário Judaico

Outro calendário antigo é o judaico que surgiu na antiguidade, inspirado no babilônico, a contagem de tempo inicia no que os judeus consideram como a criação do mundo, sendo assim em 2020 no cristão corresponde ao ano de 5779 no judaico.

Calendário Mulçumano

Os muçulmanos utilizam o inicio da contagem de tempo em seu calendário o dia da hégira, o evento foi a fuga do profeta Maomé da cidade de Meca para a cidade de Medina, evento que ocorreu em 622 do calendário cristão.

Diferente de nosso calendário o sistema do calendário islâmico e o ciclo lunar, e tem 12 meses com 29 ou 30 dias, assim o ano tem 354 dias ou 355, esse sistema não mantem sincronia com as estações do ano.