Das eleições à ditadura

Em 1925, Von Hindenburg foi eleito presidente da Alemanha. No entanto, não conseguiu realizar a estabilização política nem superar as dificuldades econômicas do país, que representavam uma herança da Primeira Guerra Mundial: perdas territoriais, dívidas de guerra, indústria abalada, alto índice de desemprego etc. Os nazistas aproveitaram-se dessa situação para fazer duras críticas à ineficiência dos dirigentes alemães e, com base principalmente nesse argumento, conquistaram a maior bancada do Parlamento alemão (38% dos deputados) nas eleições de julho de 1932.

A tumultuada situação política e social no final de 1932 foi favorável à ascensão de Hitler, que, com a aprovação do presidente Hindenburg, tornou-se chanceler (chefe do governo da Alemanha) em 30 de janeiro de 1933.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *