A INCONFIDÊNCIA MINEIRA

A INCONFIDÊNCIA MINEIRA
Portugal estava acostumado até meados do século XVIII à alta produtividade das minas no Brasil, contudo essa produtividade reduziu consideravelmente nas últimas décadas do século XVIII, assim a Coroa Portuguesa se esforçou em garantir uma arrecadação mínima do quinto (20% do volume de ouro extraído das minas).

Não podemos classificar a Inconfidência Mineira como uma revolta popular, uma vez que a maioria de seus principais membros fazia parte de uma elite colonial, comerciantes, advogados, mineradores, fazendeiros, etc.

Dentre as lideranças, havia aquele que prestava serviço como dentista prático, por isso conhecido como Tiradentes, ocupava ainda o posto militar de alferes, Tiradentes não figurava entre os membros da elite colonial, não possuía patrimônio de grande montante por esforço ou por herança.

A chegada do governador Visconde de Barbacena, marca a mudança de planos na administração da metrópole em relação à colônia, tinha o objetivo de garantir o valor mínimo anual determinado de arrecadação, pelas instruções o governador poderia confiscar o ouro que encontrasse na colônia e ainda decretar imposto adicional.

Em 1788 os inconfidentes se organizavam para o momento escolhido para a ação, seria o do anúncio da Derrama, haveria uma revolta que culminaria com a deposição do governador Visconde de Barbacena, contudo houve um informante que traiu os inconfidentes, Joaquim Silvério dos Reis que teve benefício para seu ato, forneceu todas as informações necessárias à ação da Coroa.

O anúncio da Derrama foi suspenso, após isso os líderes foram presos. Era necessário à Coroa demonstrar autoridade suficiente com uma punição exemplar no sentido de impedir que houvesse novas revoltas nesse sentido. Vários inconfidentes tiveram como pena a execução por enforcamento, quase todas as penas foram convertidas em banimento, sendo apenas o Tiradentes executado.

Assim houve a execução da pena em 21 de abril do ano de 1792, diante da tropa, representantes da monarquia portuguesa, seu corpo foi esquartejado e as partes expostas em locais diversa sendo a cabeça exposta na cidade de Ouro Preto.