A História da Cruz de Caravaca

A famosa História da Cruz de Caravaca, na cidade de Caravaca de la Cruz na Espanha na Europa, com um ar de mistério e religioso, foi onde iniciou-se toda a lenda ou história real, não se sabe.

cruz de caravaca que significa
cruz de caravaca que significa

Cruz de Caravaca A Etimologia

cara vaca Cruz
cara vaca Cruz

Antes de tudo, vamos identificar qual q origem do nome, pois bem, a origem tem relação estrita com os templos e os Templários, em seus documentos aparece frequentemente a menção a “Vera Cruz” que é a origem do nome da relíquia misteriosa.

A Vera Cruz de Caravaca seria a “Verdadeira Cruz”, e seu nome começou a ser conhecido na Idade Média. A lenda diz que é um “lignum crucis”, ou seja, tem parte da madeira da cruz real que Jesus Cristo foi crucificado. Relatos de que a madeira encontrada pelo Imperador Romano Constantino e sua mãe Santa Helena, aconteceu no século IV.

Forma e Dimensões da Cruz de Caravaca

caravaca
caravaca

Em forma de relicário, com apenas um pé, mais 2 travas com tamanhos diferentes, colocadas paralelamente, sua junção forma quatro braços, esta é a Cruz de Carvaca, estilo de cruz patriarcal.

É uma cruz dupla na horizontal, um braço com 7 centímetros e outros com 10 centímetros, sua altura total é 17 centímetros. Segundo a historia, a cruz pertenceu ao Roberto II da Flandres conhecido como Roberto de Jerusalém, após a primeira grande cruzada no ano de 1099, na cidade Santa Roberto de Jerusalém se tornou o primeiro bispo do local.

No ano de 1229, quando aconteceu a sexta grande cruzada, a Cruz estave em posse do sucessor de Roberto, e em 1231 a cruz já estava em Caravaca.

O Santuário de Vera Cruz em Caravaca

oração da cruz de caravaca
oração da cruz de caravaca

A Cruz de Caravaca foi inspiração para os soldados lutarem pela reconquista de Castela e Leão, a região foi incorporada pelos muçulmanos. Sentido como grande força sagrada os soldados cristão chegaram para lugar pela terra.

A guarda militar do Castelo que vigiava a fortaleza onde dentro de uma pequenina capela se encontrava a Cruz, lá foram depositados ofertas de devotos para a libertação. O castelo teve como honra ser defendido pelos Templários, logo após diversos anos de domínio de tropas castelhanas.

Em 1244 quando toda região da Múrcia estava sob domínio da vassalagem cristã, uma das versões diz que foi nesse período que a cruz veio.

Outra versão muito debatida por historiadores e religiosos é que a Cruz veio entre os anos de 1265 e 1266, quando ocorreu o fim do território castelhano, após a revolta mudéjar em Múrcia.

O exercito de Tiago I de Aragão foi quem levou o templo, em prol de auxiliar o genro Algonso O Sabido a derrotar a rebelião.

Por mais de 46 anos o templo esteve na cidade de Caravaca, no ano de 1344 a baía de Caracava foi repassada por Afonso XI aos Santiaguistas, estes já estavam presentes em quase toda fronteira central perto de Granada e também a fronteira leste, a Ordem ali permaneceu até 1868, ano que acabou-se todas as ordens.

Em 1722, o Papa Cuenca escreveu em suas obras que todo a igreja oficial reconhecia a indulgências da Cruz de Caravaca.

Em 1392 a Bula Papal e Clemente VII, diz que em um decreto Clemente VIII em 1597, Paulo V em 1666, Alexandre VII em 1690 e Clemente XI em 1705 todos reconhecendo a santidade da Cruz.

A Lenda da Aparição de Cruz

cruz caravaca
cruz caravaca

Segundo a tradição local, a aparição da Vera Cruz aconteceu no Castelo-Alcázar de Caravaca no ano de 1232 no dia 3 de maio, passando a ser objeto de veneração desde então, surgindo peregrinações que permaneceram por séculos.

Historia mais tradicionalmente popular é de que em 1230 o Rei Almóada ed Valência e Murcia, questionava os prisioneiros qual eram seus ofícios, para saber em qual as habilidades e assim aproveita-las na corte, ali estava um jovem padre chamado Ginés Pérez Chirinos, que disse que sua vocação era pregar a palavra de Deus. O rei então mandou trazer as vestimentas de um padre e pediu a ele que fize-se sua pregração, então o padre já com as vestes disse que não poderia por que ali faltava um objeto importante, uma cruz, foi então que dois anjos desceram dos céus e ali colocaram a Vera Cruz.

O rei Abu-Ceyt e toda corte se converteu ao cristianismo, pouco tempo depois foi-se descoberto que aquela cruz era a do primeiro bispo de Jerusalém, e que esta teria sido feita da madeira da cruz onde Jesus Cristo foi crucificado.

A única testemunha que pode relatar o fato foi Frei Gil de Zamora.

Cruz Vera
Cruz Vera