A Guerra Fria – Resumo

A Guerra Fria influenciou as relações internacionais e a dinâmica global na segunda metade do século XX. Esse conflito não contou com uma guerra direta entre os Estados Unidos e a União Soviética. Contudo, a disputa por áreas de influência e a hegemonia mundial foram elementos constantes durante todo o período. Durante a Guerra Fria houve conflitos localizados; e os Estados Unidos e a União Soviética buscavam expandir seus raios de influência nesses lugares por meio de apoio militar e econômico aos grupos que defendiam suas respectivas ideologias.

X Um confronto direto entre esses dois países implicaria uma guerra de proporções desconhecidas, uma vez que Estados Unidos e União Soviética dispunham de armas nucleares.

Droutrina truman criada pelo presidente estadunidense Harry Truman, estabelecia um forte discurso anticomunista, que justificaria intervenções violentas, como a Guerra da Coreia e a Guerra do Vietnã, entre outras interferências em várias partes do mundo.

Cominform

referia-se ao centro de controle soviético, encarregado de promover a união dos partidos comunistas europeus e afastar a influência estadunidense do bloco de esquerda durante o governo de Josef Stalin.

plano marshall.

Esse plano auxiliava economicamente os países europeus que se reconstruíam após os transtornos gerados pela Segunda Guerra Mundial. Embora esse apoio tenha sido oferecido também aos países socialistas do Leste Europeu, ele não foi aceito pelas lideranças locais.

COMECON A URSS criou o Conselho de Assistência Econômica Mútua com o objetivo de integrar economicamente a potência soviética e os países socialistas da Europa..

OTAN e pacto de Varsóvia O principal objetivo da organização era estabelecer um tratado de assistência mútua entre os membros, garantindo sua defesa em qualquer conflito externo. O Pacto de Varsóvia foi alegadamente instituído em contraponto à OTAN.

Uma guerra direta entre esses países nunca foi declarada, e isso dificultou estabelecer um “vencedor” nesse confronto. A URSS acabou se desestruturando em razão dos inúmeros problemas internos de ordem política e econômica, a desestruturação da União Soviética impossibilitou a manutenção do socialismo na maior parte dos países que adotavam esse regime. Assim o muro de Berlim, que havia sido construído pela URSS para separar a europa entre socialista e capitalista, foi derrubado por iniciativa do povo, que não encontrou resistência do governo oriental.