A CHEGADA PORTUGUESA AO BRASIL E O CONTATO COM OS INDÍGENAS

Há algum tempo já de discute a respeito das circunstâncias da chegada ao Brasil pelos portugueses, se obra do acaso ou ação devidamente planejada. Havia sem sobra de dúvida uma intenção geral dos países europeus de se encontrar uma alternativa ao tradicional caminho para as Índias que estava interrompido pelo conflito com os muçulmanos. O fornecimento de especiarias indianas era escasso, o que provocava um aumento considerável no preço dos produtos.

Quando as caravelas portuguesas chegaram ao Brasil, perceberam rapidamente que já havia uma ocupação do território. Em uma análise mais geral, havia dois grupos maiores em que se distribuem essa população; tupis-graranis e tapuias, onde estes são assim chamados por se diferenciarem linguisticamente dos primeiros.

O grupo Tupi (ou Tupinambá),era encontrado entre o litoral norte até o sul do atual estado de São Paulo, os guaranis se posicionavam do sul do atual estado de São Paulo até o sul do país. A parte continental do Brasil também era ocupada por populações indígenas diversas, porém, dadas as próprias circunstâncias geográficas, seu contato mais imediato com os portugueses à época dos primeiros anos após o descobrimento foi mais reduzida.

Muito contribuiu para a história dos povos indígenas daquela época os relatos de cronistas, padres jesuítas e viajantes que em convívio e/ou contato com as tribos, documentou cada qual à sua maneira, suas impressões sobre esses povos. A prática da antropofagia era relatada, ora por apreciação da carne humana, ora por vingança.

Estima se que havia entre 3 e 5 milhões de indígenas no Brasil à época do da chegada dos portugueses . Entre os Tupis, já existia a prática da agricultura e a limpa da área por meio de queimadas. Fazia parte do cardápio da alimentação indigne a produtos como mandioca, feijão, abóbora, milho. Existiam trocas entre as tribos indígenas de mulheres e pedras, a troca de alimentos em geral tendo em vista que a produção agrícola era de subsistência não era muito frequente.

Enquanto para os portugueses os indígenas e sua cultura a primeira vista possa ter representado algo exótico, para os indígenas foi praticamente uma catástrofe. Em alguns casos, vindos pelo mar em embarcações que singravam o mar, os portugueses eram associados aos grandes xamãs que andavam pela terra, dotados de poderes extraordinários.

Os portugueses se aproveitavam das disputas entre os próprios indígenas para conseguir aliados na conquista de outras tribos, por influência da Igreja Católica e da Contra Reforma o governo português proibiu em 1570 a escravização de indígenas. A guerra biológica foi sem dúvida uma causa de alto índice falecimentos de indígenas na época, especialmente a varíola contaminou tribos inteiras provocando milhares de mortes dada a falta de resistência biológica indígena brasileira às doenças européias.

A CHEGADA PORTUGUESA AO BRASIL E O CONTATO COM OS INDÍGENAS
Rolar para o topo